Necessidades primarias da “Casa da Alegria” e Escola Primaria em Matola (Moçambique).

A “Casa da Alegria” é uma das muitas casas das Missionárias da Caridade (Irmãs de Madre Teresa) situada nos subúrbios de Maputo (Moçambique). O trabalho difícil que as Irmãs realizam com as pessoas mais necessitadas, as converte  num referente a nível comunitário. Diversas organizações e hospitais derivam a crianças, adolescentes e adultos que não podem ser recolhidos em outro local e que tanto necessitam do apoio, cuidado e  afecto para lograr estabilizar-se e/ou recuperar-se.

Todos os residentes da Casa da Alegria têm historias de vida associadas a extrema pobreza, doenças infecciosas (particularmente SIDA), deficiências físicas e/ou mentais, abandono e mendicidade derivadas do êxodo rural e do desemprego em Maputo e seus arredores.

Junto à “Casa da Alegria” as Irmãs construíram uma escola gratuita que consta de seis salas de aula e uma biblioteca. Nesta escola é ministrada de 1º a 5º  classe de primaria, em dois turnos, um de manha e outro de tarde. Depois ajudam às crianças que acabam a que sejam integradas em outras escolas. Têm 565 crianças procedentes dos bairros dos arredores da lixeira de Maputo, duma pobreza extrema e muitos deles são órfãos. As Irmãs proporcionam às crianças da escola uma refeição diária, um só prato.

Atualmente, Delwende colabora com as Missionárias da Caridade para fornecer a alimentação das 200 pessoas residentes na Casa da Alegria, assim como das crianças que acorrem à escola anexa.

Desta maneira o número de beneficiários do projeto se eleva a mais de 700 pessoas.

O projeto tem como objetivos específicos:

1º. Favorecer o fornecimento de alguns alimentos básicos (arroz, farinha, feijão e açúcar) em função do menu semanal e dos recursos existentes.

2º. Segurar um prato de comida diário a crianças e professores da escola primaria.

3º. Contribuir à alimentação dos residentes da Casa da Alegria, quase todos doentes.

As Missionárias da Caridade (Teresa de Calcutá), são as responsáveis da execução do projeto.

Neste vídeo podemos ver o testemunho de Almudena Jardón, médico que esteve em Moçambique. Aqui ela nos dizer como esse projeto começou.

Acções do projecto

FechaAcción
2008-2014Financiamento do projecto mediante o envio duma subvenção anual para a aquisição de medicamentos assim como de alimentos para a atenção de necessidades primarias.